Abrir Menu

Automação da força de vendas com CRM

Por Ana Beatriz Ferreira

Responsável por alavancar a produtividade em um ambiente empresarial, a automação da força de vendas, com o surgimento de mais softwares qualificados e de uma demanda comercial crescente, tem sido um dos principais parâmetros de qualidade em empresas – e um dos requisitos na procura por novos colaboradores.

Através da automação, é possível reduzir o ciclo de vendas e ter um maior controle sobre os processos envolvidos neste. Com treinamento, implantação de tecnologia e acompanhamento das atividades, uma equipe ganha aptidão para gerenciar as negociações que envolvem a companhia e conhecer os hábitos de seus clientes de forma mais precisa, eficaz na hora de catalogar produtos e serviços e de sugerir, por meio de ações de marketing, a aquisição destes.

Entre as vantagens, a atualização de registros das etapas comerciais simultaneamente ao instante de seu acontecimento faz com que o acesso aos dados seja mais rápido e a colaboração entre equipes, funcional. Planejamento e distribuição de ações, neste caso, proporcionam a gestão de clientes potenciais, com acesso a informações completas sobre estes; o encontro de oportunidades e gerenciamento de contas empresariais, além da análise e da previsão de vendas, com os processos finalizados.

Amparada em fatores tais quais bancos de dados e grandes volumes de informações, a automação da força de vendas permite encontrar os clientes potenciais certos. Direcionada de acordo com as campanhas planejadas, também incorpora o acompanhamento das atividades da concorrência na hora de compreender cenários complexos e identificar, a partir daí, oportunidades entre leads, clientes existentes, fornecedores e influenciadores.

Com registros de interações, ofertas e contratos, além de dados sobre contato, como anotações a respeito de reuniões, anexos e comunicações estabelecidas anteriormente, a empresa passa a identificar de melhor forma as tendências de compra e venda de seus produtos ou serviços. Criam-se, assim, controle de cotações e pedidos, melhorias nas campanhas e painéis e indicadores de desempenho que podem, posteriormente, tornar o ciclo comercial ainda mais preciso.