Abrir Menu

Como adaptar Microsoft Dynamics CRM às mudanças de sua empresa

Por Ana Beatriz Ferreira

Para empresas que iniciam uma implementação com Microsoft Dynamics CRM e, posteriormente a ela, começam a aumentar o seu número de clientes e sua receita de forma significativa, também é necessário que adequem o modo de funcionamento da ferramenta para que o potencial desta possa ser completamente aproveitado. Usuários das versões 2013 e 2015, por exemplo, estão mais sujeitos a estas situações.

Com um excedente de clientes registrados e de dados no histórico, há a possibilidade de que o sistema crie lentidão e atrapalhe, desta forma, na captação de informações sobre novos prospects e suspects. A partir daí, a primeira medida a ser tomada é a alteração e customização do painel de controle, das visualizações e dos campos de preenchimento.

Manter as informações atualizadas permite que a ferramenta opere com mais precisão e forneça relatórios detalhados sobre vendas em andamento, com equipes comerciais devidamente preparadas para as novas demandas.

Outro fator imprescindível e constantemente negligenciado é a remoção de erros e de informações duplicadas, que diminuem a resposta do sistema e fazem com que colaboradores levem de duas a três vezes mais tempo para realizarem tarefas no gerenciador do CRM.

Estabelecer workflows ou fluxos de trabalho, por fim, como são conhecidos em português, melhora o tempo de resposta e outra questão de suma relevância para usuários deste software de Gestão de Relacionamento com o Cliente: a automação.

Por meio destas alterações, empresários têm mais oportunidades de ganhos e avanços com inteligência empresarial, marketing social e integrações com outros produtos da Microsoft que tornam o CRM ainda mais útil à companhia.