Abrir Menu

Impactos da Era do Cliente no setor de Turismo

Por Ana Beatriz Ferreira

No Brasil, o setor de Turismo, representado por agências, hotelaria e companhias de serviços ligadas a viagens em geral, tem se expandido e, principalmente, se especializado em nichos que buscam atender a uma demanda de públicos específicos. No cenário atual, há uma ampla oferta de turismo corporativo, religioso, ecológico, esportivo, ligado a aventura e também a pacotes de luxo. Para as empresas envolvidas, assim, é determinante que um dos diferenciais esteja na forma com que mantêm e otimizam o relacionamento com seus clientes.

Neste momento, o mercado começa a se deparar com desafios advindos da tomada de poder do consumidor e de seu importante papel, por meio de recursos como as redes sociais, enquanto compartilhador de informações e de opiniões a respeito de suas experiências com produtos e serviços. Na Era do Cliente, ao planejar uma viagem, o indivíduo espera encontrar uma agência que o atenda de modo personalizado, acessível e com forte presença nas plataformas que ele utiliza em seu cotidiano, de tal forma que possa ter acesso às opiniões e aos feedbacks de outros clientes em mídias e dispositivos móveis. A operação da venda, assim, se torna muito mais complexa e se inicia à primeira abordagem do departamento de Marketing em busca de leads qualificados.

Pensando nisto, a integração de um sistema de CRM, Customer Relationship Management ou Gestão de Relacionamento com o Cliente, à suíte Office 365 pode ser uma solução para aumento de produtividade e inteligência empresarial às empresas do setor de Turismo.

Para além das expectativas específicas dos clientes, momentos de crise econômica como este, em que o valor do dólar para turismo custa a baixar e os profissionais devem mudar suas estratégias, aproximar-se de prospects e do público já fidelizado, para estreitar laços, são alternativas viáveis. Soluções que integrem gestão de viagens e despesas, deste modo, agem com o papel de identificar tendências de compras e preferências turísticas, além de gerar relatórios para controle das atividades da empresa em colaboração com o setor financeiro. A partir daí, economiza-se com transações de menor complexidade e automação de tarefas que anteriormente tomavam mais tempo.

Sem causar estranhamento ou grandes mudanças na rotina empresarial, Office 365 oferece ferramentas aos quais os agentes já estão habituados, como Word, Excel, PowerPoint, Outlook e OneDrive. Disponível em cloud computing, além disso, facilita e agiliza o acesso de diversos dispositivos, numa filosofia em que prevalece a máxima de disponibilidade completa ao meio empresarial e, muito mais que isto, ao cliente.