Abrir Menu

Por que sua empresa deve ser ativa nas redes sociais

Por Ana Beatriz Ferreira

No último mês, a empresa ComScore.inc, que faz análises sobre o mundo digital, disponibilizou uma pesquisa intitulada “O Cenário das Redes Sociais e Métricas que Realmente Importam”, na qual há destaque específico à cena brasileira na web. Os resultados, ainda que previsíveis para os adeptos ao meio on-line, vieram para corroborar a ideia de que atualmente é essencial que as empresas tenham uma presença forte nas mídias sociais. Especialmente se quiserem estar próximas de seus clientes, com boas práticas de CRM.

A pesquisa, que levantou dados sobre média de tempo gasto, utilização por gênero, perfil de audiência, áreas geográficas e número de visitantes diários, por exemplo, revelou que a média de minutos por visitas em sites de redes sociais no Brasil (18 minutos e meio) é maior que em qualquer outra região do mundo. A média global, no ano observado, é de 12 minutos e meio. Além disso, em tempo total de minutos, o país fica atrás apenas dos Estados Unidos.

Mais que sites empresariais, portais, serviços ou mesmo entretenimento, a ComScore revelou que os brasileiros investem a maior parte de seu tempo em redes sociais, cerca de 50 minutos, enquanto que, nas outras categorias, gastam de meia hora a 15 minutos.

Ter presença efetiva nas redes sociais como empresa, desta forma, gera impacto e possibilita que a marca, com boas estratégias de serviços e marketing, capte as respostas instantâneas de seus clientes e compreenda de forma mais profunda os sentimentos relativos ao conteúdo que se veicula.

Onde estar presente?

Embora o estudo tenha revelado que há uma distribuição desigual de tempo em redes sociais, com uma parcela de mais de 93% pertencente ao Facebook, redes como Instagram e Twitter têm evoluído e demonstrado que a instantaneidade e o registro do cotidiano são também interesses dos usuários brasileiros. Sites de segmentos, como é o caso do LinkedIn na área profissional, representam porções pequenas, as quais aumentam, todavia, conforme o público e a faixa etária observados.

Acompanhar uma empresa, assim, passa a estar diretamente relacionado aos graus de confiança e afinidade que clientes ou leads desenvolvem por ela. Com ações efetivas de social media também, as páginas de fãs se tornam instrumentos valiosos desde a prospecção até estratégias mais planejadas de ROI, características do ramo de e-commerce, por exemplo.

Saiba mais sobre a pesquisa.